5 Dicas para Escrever seu Currículo

Nas nossas conversas da Sabiah uma das perguntas que surge com bastante frequência é “meu currículo está bom?”. Juntamos algumas sugestões para que você possa rever no seu currículo e garantir que você está passando uma mensagem clara, objetiva e funcional.

  1. Seja sempre verdadeiro. Não minta em hipótese alguma.Se não fez faculdade, não invente uma, se trabalhou pouco tempo em uma empresa, não aumente o tempo. Mentir no currículo é a típica mentira que tem a perna curtíssima e as consequências podem ser bem desagradáveis, porque você começará uma relação (com a empresa) sem honestidade e confiança.
  2. O que vem primeiro, sua formação ou experiência? Depende. Se você é recém formado e tem pouco tempo de experiência, sua formação pode chamar mais atenção. Se você tem mais de 10 anos de experiência, sua formação acaba ficando em segundo plano porque provavelmente o que mais chamará atenção dos recrutadores é a sua bagagem profissional.
  3. Foto no currículo, sim ou não? Totalmente opcional, não tem regra. Alguns trabalhos mais convencionais estão mais acostumados com currículos sem foto mas tem se tornado cada vez mais comum e com certeza dá um toque mais pessoal e empático.
  4. Para quem está desempregado, devo deixar claro isso no currículo? Não há motivo algum para sentir vergonha de colocar a data final do seu último emprego. Estar desempregado, ter sido demitido é algo normal que faz parte da vida da maior parte dos profissionais, em algum momento da vida praticamente todos nós passaremos por isso. Então quanto mais naturalmente você lidar, melhor.
  5. Currículo precisa ter quantas linhas e páginas? Não há uma regra mas o recomendado é que a cada 10 anos de experiência profissional, uma página. É comum eu receber currículos de pessoas jovens, com 2 ou 3 anos de experiência e um currículo com 3 páginas. Mas como o principal propósito é passar uma mensagem objetiva para o recrutador – que ainda não te conhece – usar essa regra pode te ajudar bastante.

E então, o que achou? Se gostou do artigo, compartilhe com quem achar que irá se beneficiar com essas 5 dicas!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *